Ada Colau, a PAH e as eleições de hoje em Espanha

Hoje à noite falar-se-à talvez muito de Ada Colau e do movimento Barcelona en Comú. Dir-se-à que em Espanha, o bipartidarismo está a ser colocado em causa, falar-se-à nos movimentos indignados, e etc e tal. Comparar-se-à com a realidade portuguesa, sublinhando todas as diferenças e mais algumas. Talvez se fale da limitação do salário do presidente da Câmara que o Barcelona en Comú defende (2200 euros). Provavelmente não, nem disso nem do restante programa que o movimento defende para a cidade. E não se falará certamente da actividade anterior de Ada Colau Ballano, das lutas e da coragem que sempre teve, desobedecendo a leis injustas quanto isso foi necessário para defender as pessoas hipotecadas dos despejos bancários e restituir-lhes a dignidade de cidadãos. Neste video está um exemplo dessa luta e tenacidade: várias centenas de milhares de assinaturas foram entregues ao parlamento espanhol para que criasse uma nova lei que permitisse a entrega das casas das famílias endividadas aos bancos com cancelamento total da dívida. O promotor da iniciativa foi a Plataforma de Afectados por la Hipoteca (também conhecida como PAH) que Ada Colau ajudou a formar e actuou como porta-voz.

A posterior recusa do parlamento em obedecer à vontade popular, veio legitimar uma campanha de escrache junto às casas dos deputados que anularam a iniciativa legislativa. A campanha alongar-se-ia no tempo por mais de um ano e viria a gerar grande incómodo nas classes dirigentes, que chegaram a rotular as acções de terroristas apesar de elas contarem com uns impressionantes 78% de apoio popular. Durante todo este processo Ada Colau deu a cara e o corpo pelo movimento de afectados, tanto a nível institucional, como na rua, enfrentando a polícia durante despejos ou ocupando bancos para os forçar a negociar com as famílias afectadas pelos despejos. Vale a pena saber mais sobre a história, os métodos e o trabalho social da PAH. Assim, depois de anos de trabalho de base, vale a pena tentar ganhar Barcelona. Assim, será possível tentar efectivamente ganhar a cidade, ainda que Ada Colau não se canse de repetir que provavelmente voltará ao trabalho de base depois dos resultados de hoje. Afinal de contas, como sempre menciona, a vitória não é sua e há um projecto importante para continuar.

Nota: em Portugal depois de umas quantas tentativas frustradas relacionadas com Duarte Lima, os escraches foram utilizados com relativo sucesso mediático pelo movimento de Indignados do BES quando realizou uma manifestação junto à casa de Carlos Costa. Desconheço se a iniciativa estava ou não incluída numa estratégia de mais largo prazo mas a luta justa deste conjunto de pessoas é sem dúvida um contributo importante à discussão pública dos escândalos do mundo financeiro.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: