Ela por Ela: Agora somos nós os credores

Se a taxa de juro do empréstimo ao fundo for idêntica à cobrada no empréstimo da troika ficará “ela por ela”? Admitindo a improvável hipótese de que venha mesmo a haver algum lucro para o estado ficaria na realidade “ela por ela”? está tudo doido?

Então e o memorando e os 3 anos de austeridade que vivemos? então e a emigração, o desemprego, a pobreza, as privatizações, os aumentos de propinas e do custo de vida? então e a destruição dos sistemas públicos de ensino, saúde e segurança social? então e o fecho dos tribunais e as portagens nas autoestradas? então e os cortes nos salários e nas pensões? então e os despedimentos e os aumentos dos horários de trabalho? então e tudo o resto a que assistimos nestes últimos 3 anos e que ACRESCEU À TAXA de JURO que nos foi cobrada pela troika? está tudo doido?

Onde está o MEMORANDO entre NÓS e os BANCOS que deveria haver neste empréstimo? onde estão as suas metas trimestrais e implacáveis? onde estão as auditorias e revisões acrescidas a cada deslizar de metas de desmantelamento do endividamento do sistema bancário e financeiro? onde está a austeridade a aplicar à banca por ter vivido acima das suas possibilidades (e querer continuar a fazê-lo)? porque não se fala dos empréstimos que permitiram comprar iates como se falou dos que permitiram comprar casas?

Se há salvamento do sistema financeiro, tem de haver MEMORANDO! Agora somos nós os credores.

 

 

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: