1o Manifesto do Rossio

3 anos depois, esta pequena construção colectiva continua a ser de uma abertura, clareza e radicalidade que devia fazer corar de vergonha os autores de n textos e manifestos escritos desde então. Levou horas a elaborar, motivou n discussões, e na altura poucos gostaram dela, mas o certo é que continua a ser colectiva, subversiva e actual. E não foram as discussões, os consensos ou nem o tempo que lhe retiraram estas propriedades.

A todos aqueles que decidiram trabalhar sozinhos desde então, procurando esquecer aquilo em que eles próprios tomaram parte, aconselho uma breve passagem pelo Rossio e a reflexão interna sobre uma pergunta: porque é que 3 anos volvidos parece hoje tão impossível ocupar e habitar por 11 dias uma praça central de lisboa e ali realizar assembleias regulares de mais 300 pessoas de quadrantes políticos relativamente distintos?

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: