TSF: uma rádio (de novo) sem palavras

Todo este aproveitamento era largamente antecipável

TSF uma rádio de palavra

Independentemente da importância quotidiana que esta rádio teve e tem, torna-se claro que assinou com o seu próprio punho uma emissão tão diferente que revelou o quão amordaçadas as nossas rádios actualmente estão. A alegria e o espanto que muitos sentiram ao ouvir as palavras entoadas na manhã de 24 de Abril nesse canal, palavras essas emitidas por outros que não os habituais jornalistas desta emissora, são reveladores do muito que falta à nossa comunicação social para ser efectivamente livre.

Quanto ao resto…é marketing. Mau marketing. E uma desagradável surpresa de ver artistas de "O Bando" prestarem-se a participar em semelhante branqueamento mesmo às portas de Abril. E a interrogação pública sobre quais os compromissos acordados e quais os valores envolvidos na presença "no palco da rádio" de tantos actores em altura de crise.

Quanto à TSF…nem tudo é mau. Veja-se por exemplo o excelente trabalho de Fernando Alves em "Os dias em que tudo era possível". O problema nunca foi o "tudo ser mau" mas o haver tão pouco de bom em relação ao que já foi, o ter-se acomodado e, sobretudo, a sua actual complacência jornalistica para com os lobbies e políticos que motivaram a corrente "crise" (aspas intencionais).

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: