Archive for Março, 2014

30 Mar, 2014

Que diria Zeca?

Sim, usem as minhas canções. Mas façam algo de jeito com elas…por favor, não as entoem em vão, não se juntem em grandes coliseus para as recordar, não as toquem a rebate quando tencionam desmobilizar, nem façam delas o apoteótico final de manifestações que não dão em nada. Cantem-nas sim, Cantem-nas nas ruas, entre todos, mas façam a mudança que elas vos inspiram a fazer, não as envergonhem. Tirem-me essas lagriminhas estúpidas dos olhos e não me envergonhem com saudosismos.

Estão à espera de quê para somar mais cinco? é preciso voltar eu aí e levar comigo o D. Sebastião?

https://www.youtube.com/watch?v=-f70UloV7i8

Anúncios
11 Mar, 2014

Pequena reflexão sobre a insanidade dos prazos

A insanidade do actual sistema chega ao ponto de, mesmo quando uma pessoa é a principal prejudicada por incorrer num atraso, é na mesma estabelecido um prazo e excluídos todos aqueles que não o cumprem.

Que justifica esta insanidade? Por alma de quem é isto alguma vez legítimo?

Ocorre-me que estando a sociedade completamente definida em termos de prazos, a competitividade e produtividade serão sistematicamente afirmadas e perpetuadas e o sistema reproduzir-se-á sempre até à exaustão.

E que por isso é tão importante afirmar a importância da ineficiência. Do incumprimento dos prazos (sociais) nascerá talvez liberdade para o cumprimento do ser.