Tchim Tchim

Eurico Figueiredo quis chamar "que se lixe a troika" a um vinho. Já em tempos também a Radio Popular teve uma campanha "que se lixe a troika" (o post está por aí algures).

Aproveitamento sistémico de um movimento sistémico. Espectável não? É uma pena, não tinha que ser assim, não devia ser assim. Mas uns não souberam e os outros, os que os incentivaram e estimularam na adopção do isolamento sectário digno dos habituais fracassos partidários, quiseram que assim fosse.

E assim foi. É pena.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: