Sobre novelas!

Desde puto que me fazem confusão as telenovelas. Uma pessoa segue um grupo de actores durante algum tempo, resmas e resmas de episódios, habitua-se a ver certas caras associadas a certos personagens e depois tudo acaba de repente. E custa sempre um pouco ver surgir de novo os mesmo actores na novela seguinte, invertendo papeis, o que antes era "bom" representando agora papel de "mau", o que era antes "um temível vilão" agora comportando-se como "ingénuo". Ou até mesmo, a protagonista "giraça" que troca de penteado e agora é filha de uns pais divorciados em vez de morar com o pai camionista que ama ainda muito a sua falecida mãe, e etc. e tal. Todas estas trocas complicavam o meu espírito de miúdo, mas o enredo acabava por se entranhar e o certo é que ao fim de uns dias já não me lembrava sequer da novela anterior.

É assim com esta estranheza – mas bastante ansiedade – que espero por Setembro e pelo inevitável retorno dos activistas à capital. Neste Agosto lento, anseio por uma nova história e estou disposto até a conceder na mudança ou remake de velhos actores. Isto porque o que actualmente se passa (ou não passa!) é tão mau que ainda que os protagonistas possam ser os mesmos estarei disposto a acolhê-los de braços abertos.

Ansiedade. Que novidades trará Setembro? Será que o "Que Se Lixe a Troika" definhou? Resistirá a um remake a 15 de Setembro? E como correrá? Os Indignados retomarão folego e organizarão uma manifestação anti-partidos no dia das eleições? A Auditoria à Dívida fará o seu 2o Encontro Nacional anunciado com tempo? O Democracia e Dívida desfazer-se-à numa qualquer batalha de facebook ou no cansaço dos seus membros? Haverá alguém a manifestar-se em S. Bento no dia da apresentação do orçamento? Ah…que emoção, que ansiedade!

E quem sabe não existam novas revelações, estrelas em ascensão que ocupem o vazio deixado vago pelas eleições? talvez um conjunto de jovens que ocupem uma radio e forcem o locutor a ler um discurso sobre a necessidade de um mundo melhor? Não, isso já aconteceu e ninguém ligou nenhuma. Não estavam cá os inefáveis activistas e os jovens foram presos no silêncio morno do calor de Agosto. Paciência, aguentem-se…[é incrivel isto!]

Mas, vem aí Setembro. E mesmo que o enredo possa não ser do agrado, e os protagonistas os mesmos, bem-vindo seja quem me acordar o espírito. Novas histórias precisam-se!

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: